Portugal é grande quando abre horizontes

27
Out 08

A entrevista do Senhor Primeiro-Ministro está recheada de interrupções. O jornalista, em vários casos, nem tempo tem para a colocar a questão. A resposta sai logo, 'a queima-roupa, como uma rajada. A procurar o dano máximo.

 

Sempre ouvi dizer que interromper quem esta' a falar e' sinal de má educação. No caso, e' apenas uma expressão de um contra-ataque constante. Combinado com uma impaciência incontrolada. A que se junta uma dose elevada de confiança excessiva, a roçar pela arrogância.

 

Lá diz o pessoal que o ataque e' a melhor defesa.

 

Será?

 

publicado por victorangelo às 22:30

twitter
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15

21
23



<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO