Portugal é grande quando abre horizontes

20
Fev 12

A ajuda ao desenvolvimento de África cifra-se, na melhor das hipóteses, em 15 mil milhões de dólares por ano, se combinarmos todas as fontes de financiamento. Há quatro anos que o G8 anda a prometer um aumento da assistência, para chegar aos 25 mil milhões anuais.  Mas promessas leva-os o vento.

 

Tudo isto apesar de se haver demonstrado, com toda a objectividade, que o desenvolvimento de África teria um impacto positivo sobre as economias dos países mais avançados. Mas estas coisas caem em ouvidos de mercador. As populações africanas continuam na pobreza. E as relações económicas internacionais ficam no marasmo da crise actual.

 

Vem isto a propósito dos números que estão a ser discutidos esta noite em Bruxelas, para tentar salvar 11 milhões de gregos. Esses valores - 130 mil milhões para uma segunda ronda de empréstimos e 100 mil milhões de dívida pública perdoada - transformariam de vez a vida de 500 milhões de africanos. 

 

Nem quero pensar nisso.

 

  

publicado por victorangelo às 19:28

Na verdade os numeros são muito diferentes ou têem valores diferentes nas diferententes partes do mundo ou nos diferentes pontos de vista....
maria gonçalves a 20 de Fevereiro de 2012 às 21:18

Na realidade quem está a meter o dinheiro na fogueira está a pensar em salvar a própria pele. Mas ao ver estes números fica-se com um grande nó na garganta. Algo está muito errado. Temos que o assumir, é o primeiro passo.
VascoB. a 22 de Fevereiro de 2012 às 23:26

twitter
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

18


27


<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO