Portugal é grande quando abre horizontes

29
Fev 12

No final do século passado, os países mais desenvolvidos comprometeram-se a dedicar 0,7% do seu PIB ao desenvolvimento. Foi, para muitos, uma promessa de maus pagadores. A OCDE ficou com a responsabilidade de monitorizar essa promessa e várias vezes a lembrou aos estados membros. Muitos deles, ficaram no patamar dos 0,3-0,4%. 

 

Um dos países que mais investiu em desenvolvimento e tem procurado atingir essa meta é o Reino Unido. O governo conservador fez uma série de cortes orçamentais, ao chegar ao poder, mas não tocou nos recursos da cooperação para o desenvolvimento. O Department for International Cooperation (DFID) é uma das instituições mais avançadas em matéria de políticas de desenvolvimento. Muitas das novas ideias germinaram no DFID, quantas vezes em estreita colaboração com o PNUD, o Programa da ONU para o Desenvolvimento. 

 

Agora foi a vez da Bélgica. Apesar das restrições nas finanças públicas, acaba de confirmar que o objectivo dos 0,7% faz parte das suas intenções políticas. Neste momento, o país gasta cerca de 1,5 mil milhões de euros por ano com a cooperação, o que corresponde a 0,64% do seu PIB. 

 

É bom falar nestas coisas, numa altura em que a Europa mobiliza centenas de milhares de milhões para ajudar alguns dos seus membros. 

publicado por victorangelo às 19:44

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


twitter
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

18


27


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO