Portugal é grande quando abre horizontes

12
Nov 08

Graças 'a crise financeira mundial e 'as dificuldades em obter crédito, ao nível da famílias, a Comissão Europeia tomou uma medida histórica: as bananas, os pepinos e outras frutas e legumes já podem aparecer no mercado meio tortas, com tamanho irregular, mesmo raquítico, e com as cores que a natureza lhes venha a dar.

 

Esta revolução vegetal vai permitir 'as famílias curtas em dinheiro comprar no mercado produtos alimentares mais em conta, dizem os senhores de Bruxelas. Esses mesmos sábios das coisas evidentes descobriram também, ao fim de várias décadas de opressão ingrediental, que a medida que impunha a uniformidade levava a um grande desperdício de produtos agrícolas.

 

Compreende-se.

 

O que não se compreende e' a razão que leva a excluir o tomate, o pimento, a alface e certas frutas, como o morango ou a pêra, da lista dos produtos em liberdade. O próprio desgraçado do limão, tão útil que e' para um bom gin tónico, continua a estar padronizado. O que vale e' que a quantidade de gin que se pode pôr no copo e'  'a vontade do freguês.

 

publicado por victorangelo às 21:34

twitter
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

17




<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO