Portugal é grande quando abre horizontes

15
Nov 08

 

 

Uma rapariga, um conflito, uma nova aldeia. O drama das populações deslocadas por motivos de guerras e violências.

 

Mas o perigo espreita para além dos limites da nova aldeia. E' o risco, quando se vai 'a procura de água ou de lenha, das violações e outros assaltos contra as mulheres.

 

Um risco que e' quotidiano.

publicado por victorangelo às 06:43

gosto da maneira como acentuas as palavras:)

um abraço
Casa dos Poetas a 15 de Novembro de 2008 às 15:06

Acentos ao vento, meu caro, que no deserto nao me aparecem teclados 'a la portugaise.

Sei que gostas de poemas. Sugiro viajantessembussola

Muito obrigado.

VA
victorangelo a 15 de Novembro de 2008 às 21:29

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


twitter
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

17




subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO