Portugal é grande quando abre horizontes

31
Jul 13

A discussão sobre os SWAPS já cansa. E ainda não se discutiu o essencial, que é o de saber que razões estiveram na base das decisões, tomadas em 2008 e sobretudo em 2009, de recorrer a SWAPS, em condições francamente desfavoráveis para as empresas públicas e muito vantajosas para os bancos estrangeiros que as incentivaram.

 

Sem esquecer que em muitos casos se trocou – “ to swap” quer dizer trocar – ingenuidade nacional por manha, que os operadores internacionais em questão eram – e são – muito sabidos nestas coisas.

 

publicado por victorangelo às 22:05

Nem de propósito.
A Visão faz hoje notícia acerca do Sr que propôs os Swaps ao Estado e que acabou de ser promovido a Sec. de Estado do Tesouro.
Notícias destas fazem-me passar a vida de olhos no calendário para me assegurar se não será o primeiro de Abril.
VascoB. a 1 de Agosto de 2013 às 15:33

twitter
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO