Portugal é grande quando abre horizontes

29
Out 13

Passei a tarde a fazer de mentor a um grupo de jovens estagiários que estão a acabar os seus cursos de direito e em vésperas de obter o acesso à profissão de advogado. Uma vinha de Sevilha, os outros de Nova Iorque. Serão futuros especialistas em direito internacional. Estão a estagiar no SHAPE.

 

Em qualquer caso, para já, a preocupação desses jovens tem que ver com a procura de emprego. Mesmo para os provenientes dos Estados Unidos. A coisa não está fácil. Há, por toda a parte, um excesso de produção de diplomados em direito. A competição é enorme, mesmo para quem sai com boas notas e com diplomas de escolas reconhecidas.

 

Tinham ainda um outro ponto comum: estavam dispostos a aceitar trabalho em qualquer parte do mundo, desde que isso lhes desse experiência e tornasse mais fácil o início de carreira. Mobilidade é, para esta geração, a alma do negócio.

 

Lembrei-me, então, dos dados estatísticos que ontem foram divulgados, aqui em Bruxelas. Mostram que nos últimos anos tem havido uma aceleração de emigração dos jovens belgas. A grande maioria dos que saem é gente com diplomas universitários. Têm consciência que estamos numa economia globalizada e que convém estar disponível. Quem está disponível vai mais longe, no sentido próprio e no figurado. A França é o seu principal destino, seguida dos EUA, do Canadá, Austrália, China e países do Golfo Pérsico.

 

 

 

publicado por victorangelo às 21:30

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


twitter
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13

21



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO