Portugal é grande quando abre horizontes

09
Set 08

Gordon Brown tem vindo a perder popularidade. A questão entrou agora numa fase mais crítica, com personalidades importantes do seu próprio partido a pedirem`a luz do dia a sua substituição como líder.

 
Quando, em meados do ano passado, se tornou primeiro-ministro tinha uma quota de credibilidade alta.
 
Perdeu-a rapidamente, por não saber comunicar com os eleitores e os media.  Em política a falta de empatia com o público, o silêncio prolongado,  ou a má comunicação são fraquezas que levam `a perda do artista.  São deficiências fatais.
 
 Aos problemas da comunicação, juntou-se a incapacidade de apresentar uma visão clara do que pretendia atingir a médio prazo, o não querer aceitar que cometera erros, quando de facto os havia cometido, e também o facto da economia da Grã-Bretanha ter entrado numa fase de crescimento muito débil, com derrapagens inflacionistas, custos elevados no crédito `as famílias, e um aumento da insegurança em certas partes do território nacional.
 
A tudo isto, junta-se a vontade de mudança, que o eleitorado sempre acaba por manifestar, após vários anos de governo do mesmo partido.
 
Convém pensar nas lições que se podem tirar dos infortúnios dos outros.
 
publicado por victorangelo às 21:51

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


twitter
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12


25
27



subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO