Portugal é grande quando abre horizontes

07
Fev 09

 

O mal-estar no sector da educação, que continua sem solução e a ser tratado de um modo conflituoso,  tem raízes profundas, interpela muitos governos, presentes e passados. São anos e anos de falta de firmeza e de linhas claras na área educativa. 
 
Tem, por outro lado,  um impacto incalculável a longo prazo na nossa capacidade de formar as novas gerações, de modo a que estejam preparados para competir num mundo em que o conhecimento e' o capital fundamental de um país. Vai continuar a contribuir para que nos deixemos ficar para trás. Como tem vindo a acontecer.
 
Perdemos todos. Sobretudo os mais novos.
 
 

 

publicado por victorangelo às 21:04

eu tb já perdi! hoje podia ser juiza ou delegada de menores, no entanto bastou um ano n ter feito a matricula p me cortarem as pernas! nem sequer me deram o direito a reingressar, c media de 17, só pq n tinha mais de duas cadeiras feitas, enquanto q os outros cromos, c medias de 11 e 12, só por terem uma cadeira a mais, passaram à minha frente!
regras de um pais xanfrado, dar mais valor à quantidade de disciplinas feitas do q à media intelectual!
tenho uma aversao s igual a este país, tou só à espera de decidir para q outro hei-de fugir, pois este clima e mentalidade sufocam-me e matam-me aos poucos!
Isa_ a 8 de Fevereiro de 2009 às 01:07

twitter
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9




<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO