Portugal é grande quando abre horizontes

09
Mar 09

  

O Senhor Presidente revelou hoje que está  "...preocupado e até um pouco triste com a situação que o país atravessa".  A ver como estão as coisas, não será caso para menos, acrescentaria eu.
 
Afirmou também que e' necessário "...enfrentar a pobreza, derivada do desemprego, do endividamento excessivo e do enfraquecimento familiar".  De facto, a pobreza tem muito que ver com a perca de emprego, que se está a acentuar, e com o insustentável endividamento das famílias, que em certa medida está relacionado com a prática generalizada de baixos salários. O "enfraquecimento familiar" , também conhecido por "uma alta taxa de divórcios", e' um fenómeno do mundo ocidental de hoje. Nem mais nem menos português, acontece por toda a parte.
 
Falta aqui acrescentar que a pobreza em Portugal resulta igualmente das desigualdades sociais, de um Estado que não consegue puxar as pessoas para cima, que não faz funcionar o sistema de educação e de preparação profissional como deve ser. Ora, a educação e' a principal alavanca para tirar os cidadãos, sobretudo os mais jovens, da pobreza.
 
publicado por victorangelo às 20:34

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


twitter
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO