Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

O drama

Em matéria de teatro, acabar a peça no final do primeiro acto seria um desapontamento. Antes do intervalo, há sempre drama. Depois, cai a cortina. Volta, agora, a subir, para o acto seguinte. Ou seja, o espectáculo, para grande alívio nosso, vai continuar. É verdade que isto é um teatro de província e que, por isso, os actores são de segunda escolha. Mas mesmo assim, vale a pena ver como se vai desenrolar a segunda parte, que cenas trágicas vão ser encenadas, e que vai acontecer aos vilãos do enredo.

 

O encenador será fraco, mas será que temos meios para mais?

Hoje a janela da crise ficou fechada

Peguei no carro e como estava um dia lindo fui dar uma volta por Waterloo, Lovaina-a-Nova e Gembloux, a pequena cidade do sul da Bélgica que se tornou célebre, no passado, pela qualidade da sua Faculdade de Agronomia. São localidades bem organizadas, com um forte poder de compra, rodeadas de campos agrícolas bem cultivados e altamente produtivos. Viajar por essas terras faz esquecer a crise. A expressão “crise” não faz parte do vocabulário corrente dos habitantes dessas zonas. Haverá, nalguns casos, desemprego ou travagem económica. Mas, para o comum dos cidadãos, essas questões não surgem nas conversas do dia-a-dia nem são uma preocupação absorvente.

 

Ao regressar a casa, pensei quão distante estamos aqui de Portugal. 

Tempestades

 

Copyright V. Ângelo


O meu jardim, esta manhã, em Bruxelas. 

 

Como cidadão cumpridor, limpei a neve no passeio em frente à minha casa. Ocupado que estava, não vi chegar o meu vizinho, que me olhava com admiração, face ao meu exemplo cívico. Depois, dirigiu-se a mim e disse-me, com amizade e amabilidade, que este tempo horrível me daria certamente saudades de Portugal.

 

Não tive coragem de lhe dizer que os tempos que correm no meu país são de tempestade. 


Uma boa passagem de ano

 

Copyright V. Ângelo 


Naquele ano - 2009 - começámos o Ano Novo no Deserto de Ennedi, no meio do Sahara, uns duzentos quilómetros ao Sul da Líbia e o repasto foi um carneiro que teve que pagar as favas da nossa visita e foi "executado" ali, à nossa frente.

 

Fingimos, depois, que estávamos a saborear o mechoui, com o pessoal todo à nossa volta, a observar. Logo que dissemos que havíamos terminado (o que mal tínhamos começado) os nossos anfitriões e os soldados da escolta lançaram-se ao bicho. Em pouco tempo, creio que nem os ossos mais tenrinhos escaparam à fome do deserto. 


O champagne, como podem ver, era da marca Seven Up. 


Agora, longe, noutras circunstâncias, a entrar em 2013, desejamos umas boas festas de Ano Novo e um bom ano a todos os que seguem o blog. 

Fronteiras e expectativas

 

Copyright V. Ângelo



Esta manhã havia Sol em Riga. Agora, à tarde, está um tempo de Outono.

 

Estas terras são frias, mas as gentes são simpáticas. Fui almoçar num dos bairros não frequentados pelos turistas. A dois passos do centro, mas fora dos circuitos. Sem problemas, que o inglês é hoje uma língua comum aqui. Ao lado do letão e do russo, muita gente o fala, o que dá a este povo uma grande vantagem no mercado global.

 

Aqui, acredita-se no futuro. Houve crise, as pessoas perderam uma parte do seu poder de compra, mas estão agora a recuperar. Os investimentos estrangeiros são bem-vindos. Mas ainda existem velhos preconceitos contra a Rússia vizinha, o colosso. No dia em que eles forem ultrapassados, esta economia de fronteira vai dar um grande salto em frente. A Rússia é um vasto mercado por explorar. Quanto mais ligações e abertura nessa direcção tanto melhor. 

 

As empresas portuguesas deviam explorar a hipótese de ganharem espaço nos países bálticos. Estarão assim a preparar o futuro, junto a um portão que se vai abrindo progressivamente e que oferece enormes perspectivas. Há que saber estar nos sítios certos. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

<meta name=

My title page contents

Links

https://victorfreebird.blogspot.com

google35f5d0d6dcc935c4.html

  • Verify a site
  • vistas largas
  • Vistas Largas

www.duniamundo.com

  • Consultoria Victor Angelo

https://victorangeloviews.blogspot.com

@vangelofreebird

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D