Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

As instituições em democracia

O meu texto de ontem no DN. Convém ler cada palavra, pois trata-se de um texto muito condensado, sem palavras a mais, em que cada palavra conta.

Fragilidades e tiros nos pés

Victor Ângelo

 

 

Sabe-se, mas convém lembrar. Em democracia, por muito maus ou incompetentes que sejam os políticos, a legitimidade resulta das urnas e do regular funcionamento das instituições. Temos os dirigentes que o eleitor escolhe. Quem ganha mais votos governa, dentro do quadro constitucional e do respeito pela separação de poderes. Não cabe aos comentadores políticos, aos generais na reforma, aos dirigentes sindicais ou às minorias mais ou menos messiânicas decretar a ilegitimidade política dos governos e passar o tempo a pedir o seu derrube.

 

Mas em Portugal temos uma situação especial. É frequente aparecer quem diga que o país está numa desgraça e que o alto interesse nacional requer que se vire tudo de pantanas. Alguns até sugerem, com meias palavras, mas com intenções claras, a possibilidade de um golpe de Estado em nome de uma ideia de Portugal que poderá até ser nobre mas cujo conteúdo é absolutamente impreciso, passadista e revelador de imaturidade política. Ainda recentemente, neste mesmo jornal, li um apelo desse género, feito por um oficial general de outrora que acha de modo simplista que a contradição fundamental da nossa sociedade é a que opõe a generosidade dos militares à ganância dos políticos.

 

No clima de insurreição verbal permanente em que vive hoje a política portuguesa tudo isso parece aceitável. Mais ainda, surgem logo de seguida umas vozes, porventura bem-intencionadas, a dar crédito a esse tipo de desvarios.

Andamos assim aos tiros nos nossos próprios pés. Num momento em que precisamos de investimentos como de pão para a boca, as manifestações de imaturidade institucional e de fragilidade democrática correm o risco de afastar quem poderia investir. Investidores a sério não gostam de incertezas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

<meta name=

My title page contents

Links

https://victorfreebird.blogspot.com

google35f5d0d6dcc935c4.html

  • Verify a site
  • vistas largas
  • Vistas Largas

www.duniamundo.com

  • Consultoria Victor Angelo

https://victorangeloviews.blogspot.com

@vangelofreebird

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D