Portugal é grande quando abre horizontes

23
Jul 14

Em Portugal, apesar da crise intensa dos últimos anos, não surgiu nenhum outro partido político com condições de dar uma abanadela de fundo ao sistema vigente. Mais ainda. As sondagens mostram que as intenções de voto não são muito diferentes do que tem sido a prática eleitoral. Os resultados não oferecem surpresas.

 

Fica-se, assim, com a impressão que temos uma vida política estática. Nada muda de modo significativo. Não aparecem novas figuras de proa. As elites reproduzem-se de modo esperado, na tranquilidade aparente das máquinas partidárias.

 

Falamos muito, essa é a verdade, mas pouco ou nada fazemos para mudar o estado das coisas. Somos, na realidade, um povo de descontentes que vota sempre pelo mesmo fado.

publicado por victorangelo às 22:38

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


twitter
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

16

20

28
31


subscrever feeds
<meta name=
My title page contents
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO