Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

Vistas largas

Crescemos quando abrimos horizontes

Mulheres deslocadas, vítimas de conflitos armados

 

 

Copyright V. Ângelo

 

Mulheres e crianças de Birao, acampadas no sector mais protegido da localidade, depois do seu bairro, noutro canto da cidade, ter sido atacado por rebeldes, pilhado e queimado. São refugiadas na sua própria cidade.

As mulheres e as crianças são as principais vítimas dos conflitos armados. A violência é um prato quotidiano, um risco sempre presente.

As crianças soldados

 

Hoje teve lugar a cerimónia de passagem de responsabilidade de 84 crianças capturadas pelas Forças Armadas do Chade. Faziam parte das colunas rebeldes que haviam atacado o Leste do país em Maio. Tinham sido treinados como combatentes, ensinados a atacar, emboscar, matar e sobreviver em meio hostil. Eram guerrilheiros de palmo e meio.

 

Passaram agora para a responsabilidade das Nações Unidas.

 

A partir de hoje estarão num centro de trânsito e de orientação, sob a tutela na UNICEF. Vão ser aconselhados durante vários meses, educados e formados, preparados para voltar para as suas famílias. É um percurso muito longo, o de voltar à sua vida de adolescentes. Exige muita paciência. Entre parêntesis, refiro que o primeiro grupo de crianças aceites pelo centro, há mais de um ano, partiu tudo o que podia ser partido, assim que entraram nas instalações. Foi uma orgia de violência. Ontem estive com eles. Estavam atentos, em frente ao quadro, a ouvir os professores de cada disciplina. Pareciam outros miúdos.

 

Voltemos às crianças de hoje. Nunca haviam estado em N'Djaména. Agora, vão ficar na capital. Em breve, já jogarão à bola com as outras crianças vizinhas, moradores no mesmo bairro onde se encontra o centro. A bola vai ajudá-los, como a educação e a aprendizagem, a ganhar uma atitude mais aberta. Na verdade, a grande maioria destas crianças são de uma só tribo. Pouco mais sabem sobre o resto do Chade. Uma tribo que pensa que a única hipótese é a rebelião armada. Fortemente armada.

 

Foi um momento digno.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

<meta name=

My title page contents

Links

https://victorfreebird.blogspot.com

google35f5d0d6dcc935c4.html

  • Verify a site
  • vistas largas
  • Vistas Largas

www.duniamundo.com

  • Consultoria Victor Angelo

https://victorangeloviews.blogspot.com

@vangelofreebird

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D